24/01/2022

FC Porto afirma que buscas têm que ver com testes à Covid-19

Dragões desmentem noticias de corrupção, fraude e branqueamento de capitais.

Em comunicado, os portistas vêm refutar as acusações que circulavam hoje de manhã de que as buscas efetuadas pela Polícia Judiciária tinham por objetivo alegadas investigações a branqueamento de capitais, fraude fiscal e corrupção desportiva, em negócios com o Portimonense.

O FC Porto refere que as investigações foram: “no âmbito de uma investigação que tem por objeto o resultado do teste à Covid-19 necessário para a viagem realizada em janeiro de 2021 por um jogador do seu plantel principal.”

Texto por: Sérgio Sousa Lopes

O comunicado oficial dos dragões é o seguinte:
«A Futebol Clube do Porto – Futebol, SAD repudia a avalanche de falsas notícias que, desde a manhã de hoje, tomaram conta do espaço mediático a reboque das habituais especulações de meios televisivos que, em nome das audiências, se habituaram a produzir este tipo de lixo tóxico.

Mas não é apenas a guerra das audiências que justifica esta inaceitável intoxicação da opinião pública, uma vez que, como hoje voltamos a comprovar, é o próprio aparelho judicial que não consegue evitar que as televisões cheguem antes dos seus próprios agentes aos locais de investigação.

Assente a poeira matinal, a Futebol Clube do Porto – Futebol, SAD reafirma que decorreram buscas nas suas instalações e no Centro de Treinos e Formação Desportiva PortoGaia, no âmbito de uma investigação que tem por objeto o resultado do teste à COVID-19 necessário para a viagem realizada em janeiro de 2021 por um jogador do seu plantel principal.»